Música : Todo amor que houver nessa vida – Cazuza

02

“Eu quero a sorte de um amor tranquilo

Com sabor de fruta mordida

Nós na batida, no embalo da rede

Matando a sede na saliva

Ser teu pão, ser tua comida

Todo amor que houver nessa vida

E algum trocado pra dar garantia

E ser artista no nosso convívio

Pelo inferno e céu de todo dia

Pra poesia que a gente não vive

Transformar o tédio em melodia”

Faz parte do meu show – Cazuza

02

“Te pego na escola e encho a tua bola/Com todo o meu amor/Te levo pra festa e testo o teu sexo/Com ar de professor/Faço promessas malucas/Tão curtas quanto um sonho bom/Se eu te escondo a verdade, baby/É pra te proteger da solidão/Faz parte do meu show/Faz parte do meu show, meu amor/Confundo as tuas coxas com as de outras moças/Te mostro toda a dor/Te faço um filho/Te dou outra vida pra te mostrar quem sou/Vago na lua deserta das pedras do Arpoador/Digo ‘alô’ ao inimigo/Encontro um abrigo no peito do meu traidor/Faz parte do meu show/Faz parte do meu show, meu amor/Invento desculpas, provoco uma briga, digo que não estou/Vivo num clipe sem nexo/Um Pierrot retrocesso/Meio bossa nova e rock’n roll/Faz parte do meu show/Faz parte do meu show, meu amor”