Música : Todo amor que houver nessa vida – Cazuza

02

“Eu quero a sorte de um amor tranquilo

Com sabor de fruta mordida

Nós na batida, no embalo da rede

Matando a sede na saliva

Ser teu pão, ser tua comida

Todo amor que houver nessa vida

E algum trocado pra dar garantia

E ser artista no nosso convívio

Pelo inferno e céu de todo dia

Pra poesia que a gente não vive

Transformar o tédio em melodia”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *